Os Estados Unidos asseguraram que mataram na segunda-feira “dezenas” de extremistas do grupo Estado Islâmico em dois ataques nos campos de treino desta organização no Iémen.

O Comando Central, encarregado das operações militares no Médio Oriente, indicou através de um comunicado que ambos os ataques aconteceram na província de Al Baida, no sudoeste do país, sem precisar como, onde os bombardeamentos com drones são habituais.

Segundo a mesma nota, nesses campos, os extremistas são treinados para o uso de mísseis, granadas e outras armas de guerra.

Os Estados Unidos realizam há anos operações com drones no Iémen contra o braço local da Al-Qaeda, uma estratégia a que se juntou no início de 2016 a Arábia Saudita, também com aviões não tripulados.