Os Estados Unidos vão enviar 400 soldados para treinar os rebeldes sírios contra o Estado Islâmico. O porta-voz do Pentágono, James Brindle, confirmou que o envio deve acontecer a partir de março.

O programa vai decorrer em três cidades em cidades da Turquia, Qatar e Arábia Saudita, segundo a Associated Press. 

O projeto de Defesa da administração Obama, aprovado no mês passado, vai permitir treinar e equipar os sírios que lutam contra o Estado Islâmico durante dois anos. Contempla também a continuidade dos ataques aéreos contra os jihadistas. 

O jornal norte-americano «Defense One» avança que o Pentágono mostra-se confiante nesta nova decisão de identificar, recrutar e treinar os rebeldes sírios, de modo a travar a propagação do Estado Islâmico naquele país.