A Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em Inglês) dos EUA divulgou na sexta-feira o seu primeiro relatório de atividade, em que revelou a quantidade de alvos do seu programa de espionagem eletrónica e telefónica.

Com esta iniciativa, a NSA pretende apaziguar as críticas de que foi objeto, enquanto os congressistas preparam algumas mudanças.

A NSA espiou 89.138 alvos em 2013, graças aos seus programas de espionagem eletrónica, ao abrigo das disposições legais, designadamente o artigo 702 da lei conhecida pelo seu acrónimo FISA.