O Governo alemão obteve informação de que os Estados Unidos da América podem ter espiado o telemóvel de Angela Merkel. A chanceler alemã telefonou de imediato ao presidente norte-americano, Barack Obama, para obter respostas sobre a alegada acção de vigilância ilegal.

A informação foi avançada pelo porta-voz do governo alemão. «Rapidamente solicitámos aos nossos parceiros uma imediata e compreensiva clarificação», disse Steffen Seibert, que revelou ainda que Angela Merkel deixou claro a Obama que caso a informação seja verdadeira é «inaceitável e representa uma «grave quebra de confiança».

A resposta da Casa Branca chegou pouco depois da declaração do governo alemão. O porta-voz da administração norte-americana disse que Obama assegurou a Merkel que os EUA não estavam a monitorizar as comunicações da Chanceler.