Um youtuber arrisca uma pena de dois anos de prisão e o pagamento de uma indemnização de 30.000 euros por ter humilhado um mendigo num vídeo divulgado no seu canal. O El País teve acesso aos documentos de um caso que chocou Espanha e que está agora nas mãos da Justiça.

Kanghua Ren é o nome de um youtuber, na casa dos 20 anos, que conta com mais de um milhão de seguidores no seu canal, onde se dá a conhecer como ReSet.

Em janeiro do ano passado, Kanghua Ren, que nasceu na China, mas vive em Barcelona, publicou um vídeo que causou polémica: o jovem ofereceu a um mendigo bolachas Oreo que, em vez do creme branco original, tinham pasta de dentes.

Nas imagens, o jovem apareceu a retirar o creme original de cinco bolachas e a substituí-lo por pasta de dentes. Kanghua voltou a “colar” as metadas de bolachas já com a pasta de dentes e foi para a porta de um supermercado oferecê-las a um mendigo.

À porta do supermercado estava Gheorghe L., um romeno de 52 anos, que acabou por comer as bolachas que lhe foram oferecidas.

Talvez me tenha passado um pouco, mas olhem para o lado positivo: isto vai ajudá-lo a limpar os dentes. Acho que ele não deve lavar os dentes desde que se tornou pobre”, ironizou o youtuber.

O vídeo gerou milhares de visitas e ganhos em publicidade de cerca de 2.180 euros. Mas também uma onda de críticas, que deixaram o youtuber debaixo de fogo.

Num vídeo posterior, Kanghua afirmou que as pessoas exageraram nas reações porque se tratou de um mendigo.

As pessoas exageram porque se trata de um mendigo porque se fosse uma pessoa normal não diriam nada”, sublinhou o jovem.

Mas a controvérsia não ficou por aqui e as críticas subiram de tom.

Para reparar a sua imagem, o jovem decidiu passar uma noite junto a Gheorghe. Kanghua levou um saco-camo e câmaras pois a intenção era gravar tudo para, claro está, partilhar no Youtube.

E só não houve um novo vídeo porque uma empresa de entrega de encomendas, que conhecia a polémica através da comunicação social, avisou a polícia. De acordo com os agentes, citados no processo, Gheorghe explicou às autoridades que nem sequer sabia que o jovem era famoso e que chegou a temer pela vida.

Mais, o romeno revelou que o yotuber lhe chegou a oferecer 300 euros para que “não falasse”. 

Questionado sobre como se sentiu após ter comido as bolachas, Gheroghe disse que se sentiu mal poucos minutos depois e que até vomitou.

Uma investigação das autoridades permitiu reconstrurir a história de Gheorghe, que nasceu em Copsa Mica, uma localidade a cerca de 300 quilómetrios de Bucareste,

Depois da morte dos pais e um dos dois irmãos, o romeno viu-se obrigado a começar a trabalhar como pastor, tinha apenas nove anos. Também trabalhou a varrer as ruas, mas acabou por perder este emprego e, por causa disso, chegou a ser detido na ditadura de Nicolae Ceaucescu. Emigrou para Barcelona para arranjar dinheiro.

O caso está agora nas mãos da Justiça espanhola. A acusação pede dois anos de prisão para Kanghua e o pagamento de uma indemnização de 30.000 euros a uma associação de sem-abrigo por danos morais. 

Presente a um juiz, o youtuber optou pelo silêncio. O seu advogado defendeu, porém, que o jovem deve permanecer em liberdade pois no centro da polémica está “apenas pasta de dentes” e não “algum tipo de veneno ou substância nociva para a saúde”.