Nada de novo na votação desta sexta-feira no Congresso espanhol. Mariano Rajoy voltou a falhar mais uma tentativa de investidura de Governo. O líder do PP espanhol necessitava dos votos de 176 deputados, mas, tal como se previa, não foi além dos 170 votos a favor. Os outros 180 deputados votaram contra. O mesmo número da votação de quarta-feira.

O atual chefe do Governo em funções e líder do Partido Popular (PP, direita) teve os mesmos apoios da primeira volta: 137 deputados do PP, 32 do partido de centro-direita Ciudadanos e um do partido regional Coligação Canária.

O resto da assembleia votou contra, entre eles os 85 do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) e os 71 da coligação da esquerda radical Unidos Podemos.

Mariano Rajoy mantém-se, assim, como líder de um Governo interino, frágil nas suas decisões, impedido de aprovar novas medidas ou leis. Resta aos partidos encontrarem uma solução até 31 de outubro, data limite antes da convocação automática, a 1 de novembro, de novas eleições.