A polícia francesa deteve esta terça-feira em França dois suspeitos de envolvimento nos atentados jihadistas de agosto de 2017 em Barcelona e Cambrils, indicam as agências noticiosas AFP e EFE.

Os dois suspeitos foram detidos em Haute-Garonne, departamento do sudoeste de França cuja capital é Toulouse, e foram postos à disposição dos investigadores da Direção Geral da Segurança Interna (DGSI) numa comissão rogatória de um juiz de instrução, precisou fonte judiciária citada pelas duas agências noticiosas.

Os dois suspeitos foram detidos por pertencerem ao círculo de relações de um outro dos principais suspeitos no planeamento dos atentados, que provocaram 16 mortos e 120 feridos a 17 e 18 de agosto último na Catalunha.

Este último suspeito foi detido em Albi (sudoeste francês) pelas ligações a Driss Oukabir, presumível membro da célula responsável pelos dois atentados.

Os documentos de identificação de Driss Oukabir, cidadão marroquino já acusado pela justiça espanhola, serviram para alugar o camião utilizado no atentado nas Ramblas, em Barcelona.

Driss Oubakir é o irmão mais velho de Moussa Oubakir, 17 anos, que foi abatido junto com quatro outros jovens pela polícia durante o ataque com outro camião em Cambrils.