Pedro Sánchez, secretário-geral do PSOE, afirmou-se, este domingo, insatisfeito com os resultados obtidos nas eleições que tentaram por um ponto final no impasse político que o país atravessa.

Não estou satisfeito. Os socialistas queriam ganhar estas eleições e não conseguiram. Contudo, somos a primeira força política da Esquerda”, disse.

 

O PSOE é o único partido com um projeto para Espanha. Os cidadãos sabem-no e defenderam-no.

Perante os apoiante, o líder dos socialistas espanhóis agradeceu aos eleitores: “derrotaram o cansaço e as previsões. Decidiram exercer as condições de donos e donas do vosso destino. O PP foi o partido mais votado. Já telefonei a Mariano Rajoy e dei-lhe os parabéns”.

Apesar das dificuldades extraordinárias e das expectativas, o PSOE voltou a reafirmar a sua condição de partido hegemónico da Esquerda.”

No discurso deste domingo, Sánchez ataca Pablo Iglesias e culpa-o pelo avanço da direita, acusando-o de ter atuado só para vencer o PSOE.