O parlamento de Espanha, o mais fragmentado desde a instauração da democracia, reúne-se esta quarta-feira pela primeira vez desde as eleições de 20 de dezembro, com os deputados a votarem o presidente e os oito elementos da Mesa.

O presidente do Congresso dos Deputados (equivalente ao presidente da Assembleia da República em Portugal) dirige os trabalhos no hemiciclo e a sua eleição marca o arranque da 11ª legislatura em Espanha (desde a transição democrática).

Ao contrário de todas as anteriores legislaturas em Espanha, hoje deverá ser eleito um presidente do Congresso, proveniente não da força política mais votada a 20 de dezembro (o PP, de Mariano Rajoy, 123 deputados), mas sim da segunda força, o PSOE de Pedro Sánchez, refere a Lusa.

Os resultados eleitorais de 20 de dezembro levantaram vários cenários, obrigando qualquer um dos três partidos mais votados - PP (123 deputados), os socialistas do PSOE (90 deputados) ou o Podemos (esquerda radical, 69 deputados) a acordos de Governo ou de legislatura.