A Polícia Nacional espanhola anunciou esta quarta-feira a detenção do principal falsificador de notas de euro de Espanha, desmantelando o seu laboratório onde se produziam, diariamente, mais de 2.500 euros.

Em comunicado citado pela Lusa, a polícia informou que se trata do responsável da maior rede de falsificação e distribuição de moeda falsa em Espanha e uma das mais importantes da Europa, tendo a operação decorrido com o apoio da Europol.

As falsificações do detido, um homem de 60 anos, estavam entre as dez de maior qualidade do continente europeu.

O centro de operação estava instalado numa casa na localidade de Toledo (Castela la Mancha), onde o homem, autodidata e especialista em artes gráficas, realizava as falsificações com a ajuda da mulher.

Além de notas de 50 euros, que fabricava em «grandes quantidades», o homem era capaz de produzir notas de cem dólares norte-americanos e documentos de identidade de vários países europeus.