As Cortes espanholas devem aprovar uma lei orgânica para regular o processo sucessório na Coroa depois de ter sido conhecida hoje a decisão do rei Juan Carlos abdicar do cargo para o seu filho, o príncipe das Astúrias.

«As abdicações e renúncias e qualquer dúvida de facto ou de direito que ocorra na ordem de sucessão da Coroa serão resolvidas por uma lei orgânica», refere o artigo 57.5 da Constituição espanhola.

Juan Carlos, que deverá falar aos espanhóis hoje cerca das 12:00 locais (11:00 em Lisboa) numa declaração pela televisão, comunicou hoje ao chefe do Governo, Mariano Rajoy, a sua intenção de abdicar.