A Polícia nacional espanhola divulgou hoje a detenção de uma mulher de 32 anos que se fez passar pela irmã gémea, uma «troca de identidades» que, segundo as autoridades, também iludiu o noivo da irmã.

A mulher, de nacionalidade boliviana, é acusada de usurpação de identidade civil, falsificação de documentos, condução sem documentos e permanência ilegal no território espanhol.

Segundo um comunicado da polícia, a acusada, residente em Barcelona, aproveitou uma discussão entre a irmã e o noivo para viajar até Maiorca, onde o homem ia participar num evento profissional.