As autoridades médicas espanholas confirmaram hoje como primeiro caso de contágio do vírus do Ébola na Europa o de uma auxiliar de enfermaria que atendeu dois missionários espanhóis, que contraíram a doença em áfrica e morreram num hospital de Madrid.

A ministra da Saúde confirmou que se está a investigar a origem do contágio, garantindo que todos os protocolos previstos foram seguidos e que se está a realizar a vigilância epidimiológica às pessoas com quem a auxiliar contactou.

Espanha tinha já registado dois casos mortais, o de um missionário que contraiu a doença na Serra Leoa e um segundo missionário que a contraiu na Libéria.

Os dois foram transferidos para o hospital Carlos III em Madrid, onde acabaram por morrer.

Esta é a cronologia dos principais momentos do Ébola em Espanha onde já se tinham investigado cerca de 20 casos suspeitos do vírus que acabaram por resultar em diagnósticos negativos.

- 07 agosto - Missionário Miguel Pajares, contagiado com Ébola, chega a Madrid procedente da Libéria. Viaja com ele a freira Juliana Bonoha.

- 12 agosto - Miguel Pajares morre. Torna-se na primeira vítima europeia do vírus.

- 14 agosto - Análises confirmam que a freira Juliana Bonoha não tem Ébola.

- 28 agosto - A religiosa tem alta depois de 21 dias de isolamento.

- 21 setembro - O missionário Manuel García Viejo, infetado com Ébola, pede para ser repatriado da Serra Leoa para Madrid.

- 22 setembro - Manuel García Viejo chega a Madrid e dá entrada no hospital Carlos III. Os médicos confirmam a gravidade do seu estado e que não será tratado com o soro experimental fabricado pela Zmapp porque a quantidade em armazém está esgotada.

- 25 setembro - Morre Manuel García Viejo.

- 06 outubro - As duas análises clínicas feitas à auxiliar de enfermagem que atendeu as duas vítimas mortais dão positivo ao vírus da Ébola. Torna-se o primeiro caso de contágio na Europa. Está estável e com febre elevada no Hospital de Alcorcon devendo ser transferida nas próximas horas para o Hospital Carlos III.