A auxiliar de enfermagem espanhola contagiada com o vírus do ébola está consciente, consegue falar com os médicos e sentar-se sozinha. As imagens captadas pela agência Reuters demonstram as melhorias notadas nas últimas horas.

A mulher de 44 anos aparece nas imagens com uma máscara de oxigénio, a falar com um médico, que veste um fato de proteção. Continua, no entanto, em estado considerado grave.

«Não sofreu alterações significativas e continua a estar numa situação séria, mas estável», segundo o último comunicado das autoridades sanitárias espanholas. 

Tudo o que precisa saber sobre o ébola (infografia)

Teresa Romero continua a ser o único caso confirmado em Espanha. Há um total de 16 pessoas hospitalizadas em Madrid, depois de um dos casos suspeitos, de uma outra enfermeira, ter sido descartado. As análises a esta outra enfermeira deram negativo para ébola e a profissional de saúde teve alta.

Entre as pessoas que estão hospitalizadas, ficou este sábado famoso o homem que apareceu à janela com a sua temperatura escrita num papel, provando que está bem de saúde:



A polémica em Espanha continua, com o governo a recusar adiantar informações sobre o tratamento dado à auxiliar de enfermagem. Segundo o «El País», Teresa Romero já vai na terceira tentativa de tratamento: primeiro começou com soro de doentes infetados com ébola, passou para o antiviral Favipiravir e agora está a receber o tratamento experimental ZMab.

Várias centenas de pessoas manifestaram-se este sábado em Madrid, exigindo responsabilidades políticas pelo primeiro caso de contágio do ébola fora de África. «Somos todos Teresa», podia ler-se na maioria dos cartazes.

Também este sábado, continuaram as manifestações dos ativistas pelos direitos dos animais em várias cidades espanholas, devido ao abate do cão de Teresa Romero, chamado Excalibur.