O estado de saúde da auxiliar de enfermagem espanhola infetada com o vírus do Ébola agravou-se depois de ter passado uma noite «mais complicada», segundo fontes hospitalares, que recusaram avançar mais pormenores.

As fontes recordaram que o vírus do Ébola tem um comportamento muito irregular no corpo humano, podendo levar a um agravamento do estado de saúde «muito rapidamente».

Especialistas consideram que Teresa Romero Ramos está esta segunda-feira a entrar nas 48 horas decisivas, quando que se cumprem 14 dias desde que foram revelados os primeiros sintomas, e que se conseguir sobreviver a este período, será um passo importante para superar o vírus.