Dois jornalistas da Televisão Independente de Moçambique (TIM) foram hoje espancados por soldados do exército moçambicano, nos arredores de Maputo, encontrando-se um deles «em estado grave» e o outro detido, disse à Lusa uma fonte do canal televisivo.

Uma fonte da TIM disse que o jornalista Alexandre Rosa está internado «em estado grave» num hospital privado da capital moçambicana e que Cláudio Timana se encontra detido no quartel das forças armadas moçambicanas na Matola, arredores de Maputo.

Alexandre Rosa e Cláudio Timana terão sido «espancados até perderem os sentidos», segundo avançou o jornal Canal de Moçambique, quando reportavam incidentes entre elementos das Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) e a população, «por causa de um terreno em disputa, no bairro de Malhampsene, no município da Matola».

Moçambique: raptos podem estar ligados a grupo nigeriano. Entretanto, criança de três anos foi libertada.