Melania Trump negou, esta quinta-feira, as acusações de que terá cometido irregularidades no seu processo migratório antes de conseguir a nacionalidade americana. A mulher do candidato à Casa Branca nasceu na Eslovénia, imigrou para os EUA em 1996, mas só 2006 adquiriu a nacionalidade americana.

Nos últimos dias tem havido vários relatos imprecisos e informações erradas sobre o meu estado de imigração em 1996. Deixem-me que esclareça as coisas. Sempre cumpri as leis migratórias deste país. Ponto. Qualquer acusação em sentido contrário é, simplesmente, falsa", escreveu Melania Trump no Twiiter.

As dúvidas surgem depois da publicação de algumas fotografias feitas em Nova Iorque em 1995. Segundo testemunhas, citadas pela EFE, Melania terá chegado aos EUA com um visto de curta duração que a obrigaria a sair do país a cada vários meses, mas que a impediria de trabalhar legalmente.

Em julho de 2006, obtive com orgulho a cidadania americana. Nos últimos anos tive a sorte de viver, trabalhar e construir uma família nesta grande nação e partilho com o meu marido o amor pelo nosso país", acrescenta.

Na semana passada, a mulher de Donald Trump encerrou o seu site oficial depois de vários meios de comunicação terem revelado que Melania nunca se licenciou numa universidade da Eslovénia.

Melania e Trump conheceram-se nos anos 90, numa festa durante a Semana da Moda em Nova Iorque. Após vários anos de namoro, o empresário e a ex-modelo casaram-se em 2005 em Palm Beach, Florida.