O presidente do Estados Unidos, Barack Obama, e a chanceler alemã, Angela Merkel, acordaram reuniões de alto nível entre ambos os países para abordar «em detalhe» as denúncias de espionagem à União Europeia, revelou a Casa Branca.

Numa conversa telefónica na noite de quarta-feira, Obama assegurou a Merkel que leva «muito a sério as preocupações» dos seus aliados europeus sobre os casos de espionagem revelados por Edward Snowden.

Nesse sentido, ambos os governantes acordaram realizar uma reunião de «alto nível» de funcionários da área da segurança nos próximos dias para abordarem o assunto «com mais detalhe».

Obama e Merkel reafirmaram também a importância de manter uma «estrita cooperação» entre os respetivos serviços de informações «na luta contra o terrorismo e outras ameaças à segurança» dos Estados Unidos, Alemanha e outros países.

Os governantes esperam também com interesse o início de um diálogo entre a União Europeia e os Estados Unidos sobre recolha e supervisão de informações e das questões de privacidade de dados a partir de 08 de julho, como foi proposto pelo secretário norte-americano da Justiça, Eric Holder.

Nas suas últimas revelações, Edward Snowden disse que os Estados Unidos espiaram registos telefónicos e dados da Internet de milhões de cidadãos da União Europeia, fundamentalmente da Alemanha, da ONU e de 38 embaixadas de países como o Japão e o México.