Buttercup Bree é uma menina vítima de bullying. A história criada por um pai australiano quando o seu filho foi vítima deste tipo de agressão na escola, ganhou “vida” num filme de animação de cinco minutos produzido na Austrália. A atriz Kate Winslet, vencedora de um Óscar em 2008, narrou a história "Daisy Chain". 
 
Um conto que nasce da necessidade de explicar o bullying às crianças. Galvin Scott deu-se conta de que, embora tivesse muitos livros infantis, nenhum se debruçava sobre a temática do bullying.
 
Depois de contar a história ao filho, Galvin Scott quis oferecê-la a todas as crianças de forma gratuita. Há uma app e um site criado em redor da imagem da criança sem olhos que vê mais do que as outras meninas.
 


"Daisy Chain" é um conto de fadas em versão moderna. As “bullies” penduram as fotografias de Buttercup Bree a chorar, rodeada pelas suas margaridas destruídas, em todas as árvores do caminho, numa alusão às agressões que agora se publicam na Internet, em vídeos e fotos.
 
A tradição mantém-se, no entanto, em alguns aspetos. A história tem um final feliz. Buttercup Bree ganha o respeito e a admiração das outras meninas ao consertar o parque infantil. O bem vence o mal.
 
O filho de Galvin Scott também ultrapassou o problema com os colegas. Convidou os “bullies” para, juntos, criarem um livro de banda desenhada, conforme conta o The Guardian. Também aqui a história tem um final feliz. O bem venceu o mal.