Um tribunal americano decidiu que uma apresentadora, que foi filmada nua num quarto de hotel sem ter conhecimento, deve receber quase 50 milhões euros de indemnização. Hotel e autor do vídeo deverão pagar a quantia em conjunto.

O juíz decidiu que o perseguidor era responsável pela situação em 51%, enquanto que o hotel era responsável por 49%.

Erin Andrews, de 27 anos, é repórter de desporto na Fox e co-apresenta o programa “Dancing with the Stars”, explicou que se sentiu humilhada e deprimida quando o vídeo foi divulgado na Internet, em 2008, tendo-se tornado viral.

Ao conhecer o veredicto, a apresentadorachorou e abraçou o advogado e a família.

No Twitter, Erin agradeceu ao tribunal e ao juíz:

Fiquei honrada pelo apoio de outras vítimas por todo o mundo", escreveu. "Ajudaram-me a me manifestar e a responsabilizar aqueles cujo trabalho é proteger a segurança e privacidade das pessoas".

O autor do vídeo, Michael David Barrett, acabou por admitir que filmou a jovem através do buraco da fechadura e disse que o fez para obter dinheiro. As imagens foram publicadas online, depois de um site sobre celebridades se ter recusado a pagar por elas.

Erin estava hospedada num hotel em Nashville, noTennessee, Estados Unidos, para cobrir uma prova de futebol americano. Barrett hospedou-se no quarto ao lado para conseguir fazer o vídeo.

O homem foi agora condenado a dois anos e meio de prisão.

A jornalista processou ainda a empresa dona do hotel por negligência ao permitir que Barrett soubesse em que quarto ela estava hospedada e conseguir reservar o quarto vizinho.

Em tribunal, no entanto, o homem assumiu que fez tudo sozinho.

Os advogados de defesa do hotel ponderam recorrer da sentença.