Duas pessoas condenadas por terrorismo foram enforcadas esta quarta-feira no Paquistão, a nona execução desde dezembro depois do levantamento da moratória a esta prática e as autoridades anunciaram outras 500 execuções nas próximas semanas.

As execuções de Ahmed Alí e Ghulam Shabbir foram concretizadas ao início da madrugada de hoje (01:00 em Lisboa) na prisão central de Multan, na província de Punyab, leste do país, sob fortes medidas de segurança para evitar possíveis ataques de rebeldes, escreveu o diário Dawn.

Ahmed Alí foi sentenciado à pena capital por ter matado três homens em 1998, enquanto Ghulam Shabbir recebeu a mesma condenação por assassinar uma alta patente da polícia e o seu motorista em 2000.