Uma jovem de 19 anos foi encontrada enforcada numa árvore em Moradabad, Estado de Uttar Pradesh, na Índia, com indícios de violação, avança a agência Reuters.

O crime foi denunciado apenas um dia depois de uma mulher de 44 anos ter sido encontrada em circunstâncias similares em Bahraich, e ainda não foram detidos suspeitos.

Este é já o quarto caso deste género em apenas duas semanas, pois outras duas raparigas, primas, com 14 e 15 anos, já tinham sido encontradas enforcadas e com indícios de violação em grupo, no mesmo Estado.

As duas jovens, que seriam de uma casta inferior, desapareceram de casa a meio da noite de 27 de maio, depois de terem «saído» para utilizar uma casa de banho exterior. Na manhã seguinte, moradores locais encontraram os corpos pendurados numa árvore.

Outra mulher terá também sido violada, esta quinta-feira, dentro de uma estação da polícia, indica a Reuters, alegadamente por um subinspetor, que já estará detido.

«O subinspetor acusado de cometer a violação foi detido e já emitimos um mandato de captura para prender outros três homens acusados de estarem envolvidos no crime», afirmou um porta-voz da polícia.

A violação é um dos crimes mais comuns na Índia. De acordo com os registos do Centro Nacional de Crimes, 25 mil casos de violação foram denunciados em 2012.