Festa na praça do Louvre, entre os milhares de apoiantes do jovem presidente da República Francesa, e um sem parar de mensagens públicas de líderes mundiais congratulando-o pela eleição. Assim é o final da tarde de domingo, 7 de maio, dia em que 47 milhões de franceses elegeram Emmanuel Macron como a sua mais alta figira de Estado.

Felicitações Emmanuel Macron. Contente que os franceses tenham escolhido um futuro europeu. Juntos por uma Europa mais forte e mais justa", escreveu na rede Twitter, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

Juncker juntou mesmo na mensagem uma carta, em seu nome e do Colégio de Comissários europeus.

Pela minha parte, rejubilo com as ideias que defendeu de uma Europea forte e progresotsa que proteja todos os seus cidadãos"; pode-se ler na missiva.

Igualmente rápido a felicitar Macron, foi o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

Felicitações a Emmanuel Macron, aos franceses que escolheram a Liberdade, a Igualdade e Fraternidade e disseram "Não" à tirania das "fake news"", escreveu Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu, na rede Twitter.

Ainda no aparelho da União Europeia, a esperada vitória de Macron foi também sublinhada pelo comissário português, Carlos Moedas.

Em marcha [uma referência ao movimento criado pelo Emmanuel Macron] por uma França forte e justa numa União Europeia aberta e solidária”, escreveu o português, comissário europeu para a Inovação, Ciência e Investigação, na sua conta no Twitter.

"Compromisso com União Europeia"

Também o ainda presidente francês, François Hollande, felicitou o seu sucessor no Eliseu, Emmanuel Macron, e afirmou que a ampla vitória do centrista reflete o compromisso dos franceses com os valores republicanos e europeus.

A sua ampla vitória confirma que uma grande maioria dos nossos concidadãos desejaram unir-se em torno dos valores da República e marcar o seu compromisso tanto com a União Europeia (UE) como com a abertura da França para o mundo”, disse Hollande, num comunicado divulgado pela presidência francesa.

Liguei esta noite a Emmanuel Macron para o felicitar calorosamente pela sua eleição para a Presidência da República”, indicou ainda o chefe de Estado cessante.

Do outro lado da Mancha

Em Londres, a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, “felicitou calorosamente” Emmanuel Macron pela sua vitória nas eleições presidenciais realizadas em França, segundo um porta-voz do n.º 10 de Downing Street.

A França é um dos nossos aliados mais próximos e estamos ansiosos para trabalhar com o novo Presidente num amplo painel de prioridades comuns", escreveu o porta-voz britânico, num comunicado.

Do outro lado do Atlântico

Nos Estados Unidos, o atual presidente Donald Trump também utilizou o seu canal de comunicação preferido para saudar o novo presidente francês, com quem diz estar desejoso de trabalhar.

Uma mensagem de cortesia e apreço foi também endereçada pelo antigo presidente, democrata, Bill Clinton.