O presidente francês exprimiu ao seu homólogo norte-americano as suas “vivas inquietações em relação aos direitos alfandegários” sobre as importações de aço e alumínio, evocando o risco de “uma guerra comercial, em que todos sairiam a perder”.

Durante um telefonema com Donald Trump, divulgado pelos serviços da presidência francesa, Emmanuel Macron sublinhou que “tais medidas visando países aliados, que respeitam as regras do comércio mundial, não seriam eficazes para lutar contra as práticas desleais”.

Macron preveniu ainda Trump que “a Europa vai responder de forma clara e proporcionada contra qualquer prática infundada e contrária às regras do comércio mundial”.

Trump assinou na quinta-feira a documentação necessária para a entrada em vigor, dentro de 15 dias, de tarifas alfandegárias de 25% para as importações de aço e 10% sobre as de alumínio.