A Polícia Marítima resgatou esta madrugada 45 refugiados sírios, entre os quais 16 bebés e crianças, numa embarcação que se encontrava à deriva em águas gregas por falta de combustível, com mar agitado e temperaturas a rondar os 2ºC.

A operação foi levada a acabo pela equipa da Polícia Marítima (PM) que se encontra na Ilha Grega de Lesbos desde o dia 01 de outubro, integrada na missão POSEIDON RAPID INTERVENTION.

O resgate dos 45 refugiados – 11 mulheres, duas das quais idosas, 18 homens e 16 bebés e crianças - ocorreu em águas territoriais gregas durante a madrugada, no final de uma patrulha noturna, revela a PM em comunicado.

A embarcação andava à deriva, por falta de combustível, e o mar estava agitado, o vento forte e a temperatura do ar rondava os 2 graus centígrados.

“Ao deparar-se com uma embarcação cheia de crianças, a PM colocou rapidamente todas as pessoas a bordo, começando pelas mulheres e crianças que apresentavam sinais visíveis de grande cansaço e má disposição associada à agitação marítima”, acrescenta a nota.

Os refugiados foram imediatamente transportados para o porto mais próximo (Molivos), e o bote foi rebocado para terra, com os pertences dos refugiados.

A PM vai manter o seu apoio à Guarda-costeira Grega, integrada na missão da agência FRONTEX, até ao dia 30 de setembro de 2016. Até ao momento a equipa já resgatou, em segurança e transportou para terra, mais de 2.000 migrantes e refugiados.