Parte da rede interna de correio eletrónico não classificado do departamento de Defesa dos Estados Unidos foi desativada durante o fim de semana, ao detetar “atividade suspeita”, disseram, na terça-feira, fontes do Pentágono à CNN.

O encerramento temporário afetou a rede que é usada pelo chefe de Estado Maior Conjunto das Forças Armadas, Martin Dempsey, para trocar correio eletrónico não classificado com centenas de militares e pessoal civil da Defesa, indicou a cadeia televisiva.

Apesar de o Pentágono não ter especificado a natureza exata da “atividade suspeita”, indicou que foi aberta uma investigação dirigida pelo comando cibernético do exército.