O ministro venezuelano de Energia Elétrica pediu desculpas pelo apagão que terça-feira deixou 70 por cento da Venezuela às escuras e anunciou que a falha foi provocada pelo desprendimento de uma rede junto a uma linha de transporte.

«Em primeiro lugar queremos pedir desculpas aos venezuelanos pelos inconvenientes provocados por esta falha e agradecer o comportamento cívico da maioria da população», começou por dizer o ministro, Jesse Chacón.

Jesse Chacón falava aos jornalistas à saída de uma reunião com o presidente Nicolás Maduro na qual participaram também os dirigentes do setor da energia e durante a qual sublinhou que o Estado foi bastante responsável na informação que divulgava.