A votação para as eleições presidenciais na Guiné-Conacri arrancou hoje de manhã com uma forte afluência de eleitores, que implicou atrasos em alguns locais de voto, noticia a agência France Press (AFP).

Segundo constataram no local jornalistas da AFP, logo ao início da manhã começaram a formar-se filas junto às assembleias de voto, com alguns eleitores a apressarem o passo para ocuparem um lugar.

Seis milhões de eleitores são chamados hoje às urnas na Guiné-Conacri, num escrutínio marcado por um clima de tensão após as duas anteriores eleições terem sido manchadas por episódios de violência.