Duas pessoas morreram e mais de 12 ficaram feridas quando as forças de segurança do Gabão entraram na sede da oposição esta quinta-feira, depois da controversa reeleição do Presidente Ali Bongo.

Milhares de manifestantes saíram à rua em Libreville, acusando o Governo de fraude eleitoral, depois de Bongo ter sido reeleito Presidente por uma estreita margem, contra o rival Jean Ping.

Nas ruas ouve-se o som de tiros e nuvens de fumo saem do parlamento em chamas, incendiado pelos manifestantes que entraram em confrontos com a polícia, causando seis feridos.

Estes atos de violência já mereceram uma reação por parte do ministro dos Negócios Estrangeiros francês, que apelou ao fim imediato da violência, segundo a Reuters.