O líder do partido laico Nidaa Tounès, Béji Caïd Essebsi, venceu a primeira volta das eleições presidenciais na Tunísia com 39,46% dos votos, à frente do presidente cessante, Moncef Marzouki, que obteve 33,43%, anunciou hoje a instância eleitoral.

Uma vez que nenhum obteve maioria absoluta, deverá realizar-se uma segunda volta, cuja data dependerá de eventuais recursos apresentados, anunciou o presidente da comissão eleitoral (ISIE), Chafik Sarsar, em conferência de imprensa.

A lei eleitoral tunisina determina que a segunda volta deve realizar-se até ao final de dezembro.