A coligação de centro direita, liderada por Angela Merkel, não deverá conseguir uma maioria absoluta no parlamento alemão. A conclusão é de uma sondagem publicada pelo jornal «Build». As eleções decorrem este domingo.

A consulta popular dá uma vitória à CDU, da chanceler, com 38 por cento dos votos, e atribui seis por cento aos liberais do FDP, parceiros de governo.

.

Mas, apesar dos sociais-democratas do SPD terem menos 10 por cento do que a CDU, uma eventual aliança dos partidos de esquerda supera em um por cento a coligação liderada por Merkel.

.

Outro dado a destacar, na sondagem, são os cinco por cento do partido Alternativa para a Alemanha, que permitem a entrada no parlamento da formação política, que defende a saída do euro dos países em crise.