As assembleias de voto abriram este sábado na Arábia Saudita para eleições municipais, as primeiras com a participação de mulheres como candidatas e eleitoras, apesar da renitência da conservadora sociedade saudita.

Eleitores do sexo masculino começaram a votar numa assembleia de voto em Riade por volta das 08:00 (05:00 em Lisboa), constatou no local um jornalista da agência noticiosa francesa AFP.

A comissão eleitoral anunciou que os centros de votação encerram nove horas depois, com as mulheres e homens a votarem em separado.
 
A Arábia Saudita é uma monarquia absoluta, sem eleições legislativas. As municipais só foram instituídas em 2005. O rei Abdullah não se opõe à abertura da política às mulheres, embora haja alguma contestação dos homens sauditas. 
  
As mulheres sauditas não podem conduzir e precisam da autorização do marido ou do pai para casar ou estudar.

A comunidade internacional tem vindo a defender que o país se deve tornar num país mais democrático.