Os dois candidatos à presidência da Indonésia reivindicaram, esta quarta-feira, em momentos diferentes, a vitória no escrutínio mais importante na terceira democracia do mundo após a queda do ditador Suharto há 16 anos.

Em conferência de imprensa, realizada uma hora e meia depois do fim do escrutínio, e rodeado por membros do Partido Democrático Indonésio da Luta (PDI-P), o atual governador de Jacarta, Joko Widodo, conhecido como Jokowi, declarou: «Os resultados mostram, que até agora, a vitória pertence a Jokowi-JK».

Jokowi referia-se ao candidato à vice-presidência Jusuf Kalla.

Segundo a agência EFE, o candidato à presidência da Indonésia Joko Widodo lidera as sondagens à boca das urnas, com 11 pontos percentuais de vantagem em relação ao seu rival, o antigo general Prabowo Subianto.

De acordo com dados difundidos pela agência Poltracking, Joko Widodo terá obtido 55,87% dos votos, contra os 44,13% conquistados pelo ex-general Prabowo Subianto, que foi um militar ativo no regime do ex-ditador Suharto.

As sondagens do dia anterior apontavam para uma diferença nas intenções de voto na ordem de 3,6% - também favoráveis a Jokowi, que liderava com 47,8%, contra 44,2% de Prabowo Subianto, segundo o Instituto de Sondagens Indonésio.