O partido anti-austeridade Syriza mantém-se à frente das intenções de voto na Grécia para as legislativas antecipadas de 25 de janeiro com uma vantagem de 3 a 4,5 pontos percentuais sobre os conservadores da Nova Democracia (ND), revelam as últimas sondagens.

Um estudo realizado entre 11 e 12 de janeiro pelo instituto Rass e hoje publicada no diário Efimerida ton Syntakton concede ao Syriza 30,2% dos votos, contra 27,25% para a ND, do primeiro-ministro Antonis Samaras.

A diferença é quase igual à última sondagem do mesmo instituto divulgada a 04 de janeiro e que creditava a formação de esquerda com 30,4% contra 27,3% para os conservadores.