A perita da Human Rights Watch Eva Cossé alerta que a situação de direitos humanos na Grécia «ainda é má em muitas áreas, como acesso aos cuidados de saúde, abusos e violência policial, violência racista».

Em declarações à Lusa, a partir de Atenas, onde se encontra desde o início de dezembro, a perita, de nacionalidade grega, reconhece que «não houve muitas mudanças» em matéria de direitos humanos, desde que deu uma entrevista à Lusa em junho, na capital grega.

Recorde-se que depois da derrota parlamentar para a escolha do candidato presidencial proposto pelo governo de coligação Nova Democracia/PASOK, de Antonis Samaras, os eleitores gregos vão às urnas este domingo decidir o próximo governo do país. 

Grécia: o declínio que a austeridade não conseguiu travar