A Presidente do Brasil e candidata à reeleição, Dilma Rousseff, abriu um debate televisivo, este domingo, com fortes críticas à sua principal rival, a ambientalista Marina Silva, afirmando que esta «não pode governar» sem coerência.

«A senhora mudou de partido quatro vezes. Mudou de opinião sobre questões fundamentais para o país», como o casamento entre pessoas do mesmo sexo, que o seu programa de governo inicialmente apoiava e que, de seguida, passou a rejeitar, disse Rousseff a Silva na sua primeira intervenção no debate, organizado pelo canal Record.

Marina Silva iniciou a sua carreira política no Partido dos Trabalhadores (PT), o qual abandonou, em 2008, para se filiar no Partido Verde, ao qual viria a renunciar depois das eleições de 2010 para tentar criar a sua própria formação política.