Duas sondagens de intenção de voto divulgadas esta quinta-feira apontam para a vitória da presidente Dilma Rousseff na segunda volta da eleição brasileira, com uma vantagem pela primeira vez acima da margem de erro.

O instituto Datafolha, do grupo do jornal «Folha de São Paulo», atribuiu a Rousseff 53% das intenções de voto válidos e 47% a Aécio Neves. A margem de erro do levantamento, que entrevistou 9.910 pessoas, é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

A percentagem de votos válidos não considera os votos indecisos, nulos ou brancos, apenas os atribuídos a um dos dois candidatos que disputam a presidência brasileira.

Na segunda pesquisa, do Ibope e feita em parceria com o jornal «Estado de São Paulo» e com a TV Globo, Rousseff ficou com 54% das intenções de votos válidos, face a 46% atribuídos a Neves. A margem de erro da sondagem também é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Além da vantagem numérica, Rousseff apresenta uma trajetória ascendente em ambas as sondagens, já que se situava em segundo lugar, mas dentro da margem de erro, nas intenções de voto divulgadas logo após a primeira volta, realizada no passado dia 5.