O N-VA (Nova Aliança Flamenga) lidera a votação parlamentar na Bélgica, que se realizou no mesmo dias das eleições Europeias e das regionais. Com 33,4 por cento quando estão apurados metade dos votos, a perspetiva é de que o vencedor seja mesmo o partido que pretende tornar o país numa confederação, com maior autonomia para as diferentes regiões.

Na Bélgica francófona parece garantida a vitória do PS do primeiro-ministro Elio di Rupo, embora a perder votos em relação às eleições de 2010.

As eleições federais realizam-se em dois planos, um na Flandres e outro na zona francófona da Bélgica. É a partir dos resultados de ambos que será formado Governo, o que será uma dor de cabeça, segundo deixam adivinhar os resultados conhecidos até agora.

O sistema eleitoral belga, explica a Reuters, implica que pelo menos quatro partidos, dois flamengos e dois francófonos, sejam necessários para formar uma coligação de Governo.

Depois das últimas eleições, em 2010, a Bélgica viveu um impasse de 18 meses para a constituição de um governo, que acabou por formar-se com uma coligação de seis partidos.

Eleições Europeias AO MINUTO

Os dados relativos às eleições europeias na Bélgica apenas serão conhecidos, como no resto da Europa, a partir das 22h.



Europeias: resultados na Bélgica