O candidato do PSDB derrotado nas eleições presidenciais que se disputaram este domingo no Brasil, Aécio Neves, felicitou Dilma Rousseff e pediu-lhe «união» para o Brasil. 

      

«Cumprimentei agora há pouco, por telefone, a presidente reeleita e desejei a ela sucesso na condução de seu próximo governo. E ressaltei que considero que a maior de todas as prioridades deve ser unir o Brasil em torno de um projeto honrado e que dignifique a todos os brasileiros», disse.

No discurso da derrota, em Belo Horizonte, agradeceu aos brasileiros que votaram nele. «Mais de 50 milhões de brasileiros que apontaram o caminho da mudança», disse. 



No mesmo discurso, Aécio citou o apóstolo São Paulo, ao dizer que travou «o bom combate». «Mais vivo do nunca, mais sonhador do que nunca, eu deixo essa campanha ao final com o sentimento de que cumprimentos nosso papel. Combati o bom combate, cumpri minha missão, e guardei a fé. Muito obrigado a todos os brasileiros», agradeceu.

A candidata do Partido dos Trabalhadores, Dilma Rousseff, foi reeleita presidente do Brasil numa das mais renhidas disputas eleitorais que o país já conheceu. A petista venceu com 51% dos votos válidos, derrubando Aécio Neves, do PSDB, que alcançou 48% do sufrágio. 

No discurso da vitória, as palavras da presidente reeleita centraram-se na promessa da abertura ao diálogo para uma reforma política, no combate à corrupção com o fim da impunidade e na paz e união do país que, apesar de um resultado eleitoral muito disputado, tem na voz de Dilma a promessa de mudança para melhor. 

Recorde aqui a noite eleitoral no Brasil.