O Tribunal Constitucional da Tailândia anulou hoje as eleições antecipadas de 2 de fevereiro, realizadas sob o boicote da oposição e protestos antigovernamentais.

O tribunal decidiu por seis votos a favor e três contra que os resultados não são válidos porque não foi possível completar a votação em todos os círculos eleitorais num só dia, noticiou o diário The Nation.

Segundo a decisão, a Comissão Eleitoral deve acordar nova data para as eleições com o Governo interino da primeira-ministra, Yingluck Shinawatra.