Este foi o único país da Europa onde um partido de extrema-esquerda conseguiu a maior votação. O Syriza obteve 26,55% dos votos.

A Grécia, país que se encontra na pior situação económica da União Europeia, prevê sair do programa de ajuda internacional ainda este ano.

O país integrou a CEE, hoje União Europeia, em 1981. Nesse ano, 81,28% dos gregos votaram para a representação no Parlamento Europeu. Nas eleições de 2014, o número desceu para os 57,35%.