Donald Trump é oficialmente o candidato republicano às eleições dos EUA. O magnata conseguiu o apoio da maioria dos delegados do Partido Republicano na convenção que decorre em Cleveland, Estado do Ohio, e assegurou, definitivamente, o lugar de candidato à Casa Branca.

De acordo com os resultados das primárias, o empresário, de 70 anos, recebeu o número suficiente de votos, 1.237, para ser considerado o candidato oficial do partido às presidenciais norte-americanas de 8 de novembro. 

O magnata Donald Trump escreveu, no Twitter que “é uma grande honra” ser o nomeado republicano para presidente dos Estados Unidos, depois de ter sido eleito oficialmente o candidato do seu partido.

“Que grande honra ser o nomeado republicano para Presidente dos Estados Unidos. Vou trabalhar arduamente e nunca vos vou desiludir. A América em primeiro lugar!”, escreveu Trump na sua conta de Twitter, com cerca de dez milhões de seguidores.

 

 

Donald Trump deve aceitar oficialmente a sua nomeação na quinta-feira no discurso na sessão de encerramento da convenção republicana.

O magnata era já o único dos candidatos primários que continuava na corrida ao lugar e chegou a Cleveland com uma bagagem de declarações polémicas no que toca à imigração, política externa e controlo da venda de armas.

A construção de um muro na fronteira com o México para impedir a entrada de imigrantes, banir os muçulmanos do país e o apoio à posse de armas apesar dos regulares massacres nos Estados Unidos são algumas das posições de Trump que têm motivado mais críticas.