Agora, sim, já é oficial: Marina Silva apoia a candidatura de Aécio Neves à Presidência do Brasil, contra Dilma Rousseff.

Marina, candidata ecologista, ficou em terceiro lugar nas eleições Presidencias e já não vai à segunda volta, que se realiza a 26 de outubro.

O Partido Socialista brasileiro optou então por apoiar o candidato social-democrata. Tudo para impedir a reeleição de Dilma Rousseff. Recorde-se que Marina Silva obteve 21 milhões de votos na primeira volta, que podem fazer a diferença na segunda, a favor de Aécio. 

Apesar de ter derrapado para um terceiro lugar, quando no princípio da semana era dada como segunda, ânimo não faltou à professora de História: «Eu não estou aqui como derrotada, mas como alguém que continua de pé, por não abrir mão dos princípios para ganhar uma eleição». 

A  decisão foi tomada depois de uma reunião do comité executivo nacional do partido, obtendo 21 votos favoráveis e sete abstenções.

Também o Partido Social-Cristão, o Popular Socialista e o Partido dos Verdes anunciaram ontem o apoio a Aécio Neves. 

A segunda volta será então disputada entre a Presidente cessante e candidata Dilma Rousseff e Aécio Neves. Ela obteve 41,55% no primeiro escrutínio e ele arrecadou 33,61% das preferências. Marina tinha obtido 21,3%. Se os eleitores de Marina seguirem o seu apoio oficial ao candidato social-democrata, o poder, no Brasil, poderá mudar de mãos ainda este mês.