O ex-primeiro-ministro Israelita Ehud Olmert foi condenado por um tribunal de Jerusalém a oito meses de prisão pelo crime de corrupção agravada, revelam os media israelitas.

Os advogados de Olmert, chefe de governo de 2006 à 2009, anunciaram de imediato que vão recorrer da decisão.

Um tribunal de Jerusalém tinha declarado em março o antigo primeiro-ministro israelita Ehud Olmert culpado de corrupção, num caso em que era acusado de receber envelopes com dinheiro de um empresário norte-americano.