O exército egípcio e apoiantes de Mohamed Morsi trocaram tiros no Cairo quando os manifestantes avançaram sobre o quartel-general da Guarda Republicana onde está preso o presidente deposto e pelo menos três pessoas morreram.

Foram ouvidos disparos quer a partir do quartel quer da multidão segundo relata a agência Lusa de acordo com a AFP.

Dezenas de milhares de apoiantes da Irmandade Muçulmana juntaram-se nesta sexta-feira em vários locais do Cairo em resposta aos apelos dos islamitas para protestarem contra a deposição do Presidente Mohamed Morsi.

O Conselho de Paz e de Segurança da União Africana (UA) decidiu suspender nesta sexta-feira a participação do Egito na organização na sequência da deposição de Morsi pelo exército.

«O Conselho decidiu suspender a participação do Egito das atividades da UA até ao restabelecimento da ordem constitucional», referiu em declarações à comunicação social o secretário do Conselho de Paz e de Segurança da UA, Admore Kambudzi, citando um comunicado oficial da organização elaborado após uma reunião de mais de três horas.