Uma britânica de 33 anos foi condenada pelo tribunal de al-Bahr al-Ahmar, na cidade turística de Hurghada, no Mar Vermelho, por contrabando de Tramadol, um opiáceo usado principalmente como analgésico de ação central.

A agência noticiosa britânica Reuters revela que Laura Plummer, empregada de comércio na cidade de Hull, foi condenada a três anos de prisão, após ter sido detida no passado mês de outubro.

A família da mulher tem defendido junto da imprensa britânica que Plummer levava os comprimidos para um amigo egípcio, que vivia na localidade turística de Hurghada.

Laura Plummer foi detida quando chegou ao Egito e esteve desde outubro retida até ser agora presente a tribunal.

O Tramadol é um medicamento sujeito a prescrição médica no Reino Unido, mas que está banido no Egito.