Milhares de estudantes marcharam, esta terça-feira, pelas ruas da capital chilena em protesto contra a reforma educativa promovida pelo Governo de Michelle Bachelet, considerando-a insuficiente e pouco representativa.

Segundo o intendente da região metropolitana de Santiago do Chile, Claudio Orrego, foram registados incidentes no final da marcha que resultaram em 90 detidos e em seis polícias feridos.

Esta foi a segunda vez que estudantes dos ensinos secundário e universitário se mobilizaram num intervalo de dois meses.