Ainda não é oficial, mas já é dado como certo pela imprensa brasileira de referência: Marina Silva vai concorrer à presidência do país, no lugar de Eduardo Campos, o líder e candidato do Partido Socialista Brasileiro, falecido quarta-feira na queda de um avião.

Marina Silva, de 56 anos, era já a parceira de candidatura de Campos, concorrendo a vice-presidente.

O Partido Socialista deve anunciar formalmente na quarta-feira o nome da ambientalista como sua candidata para tentar bater a presidente Dilma Rousseff.

Silva já tinha corrido para o Palácio do Planalto em 2010, pelo Partido Verde, tendo ficado em terceiro lugar, com 19 por cento dos votos.

A primeira volta das eleições presidenciais no Brasil disputa-se a 5 de outubro.