O governo grego estará a preparar-se para declarar o incumprimento da dívida externa já no primeiro de maio, avança o «Financial Times», que cita fontes anónimas do Executivo liderado pelo Syriza.
 
Segundo o jornal britânico, o governo de Alexis Tsipras encara como decisiva a reunião dos ministros das Finanças da Zona Euro do próximo dia 24. Se nessa altura os parceiros europeus não libertarem as verbas pendentes, não haverá outra alternativa senão entrar em incumprimento, afirmam as fontes.
 
A Grécia está obrigada a pagar 203 milhões de euros ao FMI no dia 1 de maio, a que se seguem outros 770 milhões no dia 12 do mesmo mês.
 
O Estado helénico tem os cofres vazios para fazer face a esses pagamentos, e aguarda ainda a última tranche do resgate internacional, mais de sete mil milhões de euros, que estão retidos desde o ano passado.
 
Os parceiros europeus dizem que o dinheiro só será entregue se Atenas apresentar medidas de reformas estruturais consideradas satisfatórias pelos outros membros da Zona Euro.