O ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, diz que a chanceler alemã, Angela Merkel, “está perante uma escolha decisiva” na Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da zona euro, que decorre na segunda-feira.

Em declarações que serão publicadas no domingo pelo jornal alemão Frankfurter Allgemeine Zeitung, Varoufakis coloca pressão sobre Ângela Merkel, uma das líderes da zona euro que estará presente na Cimeira sobre a Grécia, dizendo que “deve tomar uma decisão clara”.

Merkel pode “entrar num acordo digno com um governo que rejeitou o ‘pacote de resgate’ e está à procura de uma solução negociada, ou seguir os apelos do (ou daqueles) governo que querem lançar ao mar o único governo grego, que tem sido fiel aos seus princípios e que é capaz de levar o povo grego no caminho da reforma”, diz Yanis Varoufakis.

Esta sexta-feira, Passos Coelho considerou que os líderes europeus têm de preparar uma resposta conjunta caso a Grécia saia da Zona Euro.

O primeiro-ministro reafirmou aquilo que tem dito nos últimos dias: a Europa está agora mais bem preparada para uma saída do país helénico do que no auge da crise. No entanto, e a poucos dias de uma cimeira extraordinária que vai juntar os líderes europeus para discutir a situação da Grécia, Passos Coelho diz que é “impensável” não haver uma resposta concertada dos líderes europeus.

Depois da reunião do Eurogrupo, no Luxemburgo, na quinta-feira, ter terminado sem acordo sobre a Grécia, os líderes europeus preferiram não esperar pelo conselho marcado para quinta-feira, que já estava previsto, e agendaram uma cimeira para voltar a debater a eventual bancarrota da Grécia.